Qual a diferença entre Rinite e Sinusite?

 

Rinite x Sinusite. Qual a diferença entre elas?

Literalmente, sinusite significa inflamação dos seios da face, enquanto a rinite significa inflamação nasal. Está ok, mas qual delas eu tenho? Bom, para responder essa pergunta, alguns termos precisam ser explicados. O termo “rino”, provém da palavra grega “rhinós” , que significa nariz. Rinite, portanto, é a inflamação da cavidade nasal.  A cavidade nasal é primeiro órgão do sistema respiratório. É dividida ao meio pelo septo nasal e contém ainda as conchas nasais, que são conhecidas popularmente como “carne esponjosa”.

Já os seios da face são cavidades ósseas preenchidas por ar, dentro do nosso crânio, próximas ao nariz, olhos, testa e maçã do rosto. Desempenham as funções de aquecimento e umidificação do ar respirado, além da produção de muco. Os seios da face estão conectados à cavidade nasal através de aberturas conhecidas como “óstios de drenagem”. De maneira grosseira, podemos comparar um seio da face com um barril, o óstio (abertura) com a sua torneira. Além disso, a mucosa que reveste os seios, é a mesma que reveste o nariz.

Ok, mas ainda não sei como diferenciar rinite de sinusite.

Bom, a rinite alérgica é uma inflamação da mucosa nasal causada principalmente por substâncias presentes no ar respirado. Seus sintomas são mais persistentes e intermitentes (vai e vem). Geralmente acompanha o paciente há anos, e costuma ser ativada devido o contato com poeira, mofo, fumaça, cheiros muito fortes, ácaros ou até mesmo pelos de animais. Os sintomas mais comuns são: Coceira no nariz, espirros, corrimento nasal, lacrimejamento e sensação de nariz entupido.

A sinusite aguda por sua vez, caracteriza-se por sintomas mais intensos, que aparecem isoladamente e podem ficar anos sem se repetir. É causada por excesso de secreção acumulada dentro dos seios da face, podendo ser infectada por bactérias, fungos ou vírus. Os principais sintomas são pressão no rosto, dor de cabeça, febre, nariz entupido, tosse e catarro mais espesso.

Existem situações em que os episódios de sinusite ocorrem com mais frequência. É a chamada sinusite de repetição. Essa repetição se dá devido à alterações na anatomia interna do nariz e óstios (aberturas) de drenagem e, por isso, são passíveis de correção através de cirurgia. Os tipos de sinusites não acabam por aqui. Ainda existem os casos de sinusite crônica, a qual é permanente. Quando fraca, assemelha-se muito à rinite. São casos mais raros e geralmente estão associados a doenças genéticas ou pólipos.

Como podemos ver, os sintomas são diversos. Existem sintomas, como o nariz trancado, que são comuns às duas doenças ou que podem fazer parte de outros diagnósticos que nem falamos aqui, como o desvio do septo nasal ou a hipertrofia das conchas nasais. Mesmo para o médico que examina, muitas vezes fica difícil saber o diagnóstico exato. Para resolver essa dúvida, muitas vezes utilizamos a tecnologia ao nosso favor através de Endoscopia nasal ou Tomografia.

Por isso, procure um profissional Otorrinolaringologista – especialista em nariz, ouvidos e garganta – caso tenha algum dos sintomas mencionados. Ele saberá identificar e tratar adequadamente o problema que você tem e melhorar sua qualidade de vida.

Dr. Gabriel Gonçalves Dias

CRM-SC: 17063

Agende uma consulta