Especialidades

Otorrinolaringologia

Esta é a área da otorrinolaringologia que cuida de doenças das amígdalas, faringe e laringe. É comum durante nossa vida que tenhamos, algumas vezes, infecção das amígdalas. Em alguns casos há a necessidade de retirá-las com procedimento cirúrgico, principalmente quando elas infeccionam repetidas vezes. Outra situação em que há necessidade de retirada é quando crescem demais, ocupando muito espaço, prejudicando e dificultando a respiração, podendo causar roncos a apneias. Nesses casos, pode-se associar um procedimento chamado uvulopalatofaringoplastia, que também é conhecida como a “cirurgia do ronco”. Dores crônicas na garganta e laringe, bem como problemas de rouquidão e tosse persistente podem ser diagnosticados com precisão através de uma Videolaringoscopia.
É a área que cuida das doenças na parte interna dos ouvidos, desde dores comuns e pequenas inflamações de ouvido até problemas mais complexos. Realizamos diversas cirurgias nessa área, tais como colocação de tubo de ventilação – que previne que crianças tenham otites -, cirurgias para correção de perfurações da membrana do tímpano, entre outros procedimentos. Também tratamos de infecções crônicas do ouvido. Normalmente são casos em que algumas secreções podem “vazar” do ouvido diariamente. Existem alguns problemas de audição que devem ser tratados através de cirurgia e/ou implante de próteses auditivas (implante coclear, próteses ancoradas ao osso, etc). Por se tratar de uma área complexa em que os avanços tecnológicos estão cada vez mais presentes, é importante consultar um especialista para saber qual a melhor solução para o problema que apresenta.
Área da otorrinolaringologia que estuda o sistema labiríntico e sintomas associados, tais como tontura, instabilidade e zumbido. Popularmente esse grupo de sintomas é conhecido como “labirintite”. Sob essa denominação, na verdade, podem existir diversas doenças, tais como a cinetose (enjôo de movimento), a doença de Ménière e a vertigem posicional paroxística benigna (VPPB). Algumas vezes com apenas uma consulta com o otorrinolaringologista é possível identificar e tratar a causa da tontura. Em outras tantas, faz-se necessária a realização do exames tais como o exame otoneurológico – Vectoeletronistagmografia (VENG), entre outros.
Refere-se à área da otorrinolaringologia que estuda e trata das afecções do nariz, ouvidos e garganta na população pediátrica. Essas afecções podem implicar em problemas respiratórios, de audição e até mesmo alterações crânio-faciais. Os principais problemas que podem ser solucionados são: Rinite Alérgica Hipertrofia das amígdalas e adenoides (conhecida popularmente como “carne esponjosa”). Roncos e respiração “bucal”. Infecções de Repetição (otites, amigdalites, sinusites, laringites e resfriados). Perdas Auditivas e atraso no desenvolvimento da linguagem e fala.
Trata das afecções do nariz e das cavidades paranasais (seios da face), tais como sinusite aguda, sinusite crônica, rinite alérgica e desvio do septo. É importante fazer uma avaliação com um otorrinolaringologista quando apresentar sintomas como nariz trancado, dores na face, coriza e espirros. São distúrbios que apresentam sintomas muitos parecidos, inclusive sendo confundidos algumas vezes, mas que têm tratamentos bem diferentes. Dispomos de equipamentos de endoscopia nasal e teste alérgico para rinite alérgica, que nos permite fazer um diagnóstico completo e apurado dessas doenças.
O ronco e os distúrbios de sono, na grande maioria das vezes, são decorrentes de algum distúrbio nas vias aéreas superiores dos pacientes. O otorrinolaringologista é o profissional capaz de resolver esse problema, pois atua nessa área específica do aparelho respiratório. Embora existam várias alternativas para o tratamento do ronco e apneia do sono, é importante uma avaliação com o otorrinolaringologista, pois em muitos casos é possível realizar uma cirurgia (nasal, oral ou combinada) que trará para o paciente uma solução definitiva e duradoura para o ronco.

Cirurgia Plástica Facial

O nariz, por estar no centro da face, tem função primordial no visual das pessoas. A rinoplastia visa corrigir defeitos ou imperfeições que possam existir no nariz, melhorando a aparência e a autoestima dos indivíduos. Uma pequena alteração já terá grande impacto sobre o visual da face e na forma no nariz. Na grande maioria dos casos, um defeito na função respiratória do nariz está na origem dos problemas estéticos. Em outros casos o defeito respiratório apenas coexiste com o defeito “estético”. Por estes motivos, é importante abordarmos os problemas funcionais do nariz, como desvio do septo nasal e hipertrofia de conchas nasais, na mesma cirurgia que faremos a parte estética. Por isso, o Otorrinolaringologista está bem indicado para a realização desse procedimento. Temos mais de 30 anos de experiência na realização de rinoplastias, por isso se existe algo que o incomoda em relação ao seu nariz, marque uma consulta conosco.
Trata-se da cirurgia para corrigir a protuberância exagerada das orelhas, as populares “orelhas de abano”. Podem gerar um complexo que geralmente inicia-se na infância, quando recebem apelidos pejorativos devido o tamanho das orelhas. A cirurgia poderá ser realizada em qualquer idade, antes mesmo de as orelhas estarem com o tamanho definitivo, e antes que os apelidos gerarem problemas sociais e psicológicos, retrações e timidez. Entretanto a vontade do próprio paciente – e não dos familiares – é fundamental para realização da cirurgia. As cicatrizes ficarão atrás da orelha e portanto ficarão invisíveis. O tempo de recuperação é de 7 à 10 dias, quando são retirados os pontos.
Trata-se da cirurgia das pálpebras. O excesso de pele nas pálpebras pode fazer as pessoas aparentarem mais idade do que realmente têm. Também pode fazer com que o olhar pareça triste ou cansado. A cirurgia consiste na retirada do excesso dessa pele e também de bolsas de gordura das pálpebras inferiores. É um procedimento cuja a recuperação é rápida e indolor, mesmo assim é feito no centro cirúrgico para que se tenha uma maior segurança. Pode ser associado a outros procedimentos estéticos faciais, potencializando ainda mais o resultado final.
Os preenchimentos faciais têm a função de corrigir rugas inestéticas da face, principalmente os sulcos profundos que vão do nariz ao lábio superior, dos dois lados (conhecido popularmente como bigode chinês). Podem ser utilizados também em outras rugas menores e depressões da pele do rosto como a região entre os lábios e o nariz. Outra função é para aumentar os lábios tornando-os mais carnudos ou com contornos mais definidos. Podem ser aplicados associados ou não à toxina botulínica nas rugas dinâmicas da testa e ao redor dos olhos. Este procedimento é aplicado na própria clínica, mas também pode ser associado e aplicado durante outras cirurgias realizadas em hospital, como de pálpebras (blefaroplastia), nariz (rinoplastia) ou correção de orelhas de abano (otoplastia). Os principais produtos são o ácido hialurônico e o PMMA – Polimetilmetacrilato.
Conhecida popularmente como Botox – que é o nome de um dos seus fabricantes – a toxina botulínica e sua aplicação tem como função principal atenuar as rugas de expressão da face, principalmente na testa e próxima aos olhos. Quando aplicadas com o procedimento correto, na quantidade e no tempo certo, proporcionam um aspecto jovial ao rosto dos pacientes, com resultados excelentes. Pode ser associado a outros procedimentos estéticos, potencializando ainda mais os efeitos.

Acupuntura

A acupuntura surgiu na China há mais de cinco mil anos. Entre 1602 a 1850 durante a passagem pela China de jesuítas em peregrinações pelo mundo levando o cristianismo, surgiu a denominação para esta técnica de tratamento com agulhas: ACUS (agulha) + PUNCTURA (punção). Atualmente são aceitos três mecanismos de ação da acupuntura: energético, humoral e neural. Todos atuando de forma simultânea. O mecanismo energético, baseado na Medicina Tradicional Chinesa define que a estimulação Adequada dos pontos de acupuntura localizados nos meridianos leva a uma harmonização energética e funcional dos Órgãos e Vísceras e de todo o corpo. O mecanismo humoral refere-se à produção de substâncias, como neurotransmissores e hormônios que são secretados no sangue por ação da acupuntura. O mecanismo neural decorre do estímulo dos receptores nervosos da pele, originado pela inserção de agulha. Essa estimulação nervosa periférica transmite-se ao sistema nervoso central com liberação de diferentes neurotransmissores que podem aumentar ou diminuir impulsos nervosos a depender da intensidade do estímulo, da frequência, da profundidade, da inclinação da agulha e do sentido do movimento giratório da agulha se horário ou anti-horário. A acupuntura pode ser uma grande aliada no combate à dor devido ao seu efeito analgésico. Além disso, as agulhas também são eficientes nas dores localizadas. Isso porque a técnica promove a produção de endorfina (que está relacionada ao prazer e à diminuição da dor) e ao mesmo tempo à diminuição do cortisol (hormônio do estresse). Além da dor, a Acupuntura pode também ser utilizada no tratamento de doenças e distúrbios emocionais como ansiedade, insônia, estresse ou depressão.

Fonoaudiologia

Na Clínica Dias oferecemos uma bateria completa de exames de Audiologia, área da fonoaudiologia dedicada ao estudo dos problemas de audição. O exame mais conhecido (e também o mais realizado) é a audiometria. Uma audiometria serve para identificar possíveis problemas e também para medir o quanto a pessoa escuta. A imitanciometria (ou impedanciometria) é uma importante ferramenta para fazermos diagnósticos mais precisos em crianças de pouca idade e/ou bebês, que ainda não estejam totalmente preparadas a realizar uma audiometria. Ainda dispomos de testes eletrofisiológicos como o PEATE – Potencial Evocado Auditivo de Tronco Encefálico – e as emissões otoacústicas, os quais são essenciais para uma avaliação aprofundada dos problemas auditivos.

Agende uma consulta